financiamento atrasado

Posso reparcelar o pagamento atrasado do FIES?

Sim, pode reparcelar o pagamento atrasado do FIES. Mas há condições específicas para que consiga fazer isso.

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) foi criado em 1999, e desde então, auxilia milhares de estudantes que pretendem ingressar no Ensino Superior com taxas de juros menores que as do mercado.

Além disso, com o financiamento é possível conseguir até 75% de desconto nas mensalidades da graduação.

Mas agora saiba neste artigo, como realizar a renegociação para o pagamento atrasado do Fies.

Cabe lembrar que as condições de renegociação são oferecidas de tempos em tempos. Portanto, não estão disponíveis o tempo todo.

Como posso reparcelar o pagamento atrasado do Fies?

Pois bem, para reparcelar o pagamento atrasado há algumas condições específicas para os estudantes, como falamos acima. Conheça-as agora:

  • Aqueles que assinaram os contratos até o dia 31 de dezembro de 2017;
  • Os que já pagaram uma parte da dívida;
  • E por último, os que pagaram uma ou mais parcelas com atraso mínimo de 90 dias.

Para fazer a renegociação  do fies é necessário solicitar no Banco do Brasil (BB) ou na Caixa Econômica Federal, por meio dos canais de atendimento disponibilizadas.

Quando ocorre o parcelamento, é como se fizesse um novo empréstimo. A condição é que o saldo devedor será dividido em até 48 meses.

O segundo caso, é quando o valor da dívida é incorporado nas parcelas a vencer. Em ambos os casos, não há alteração da taxa de juros.

É importante frisar que mesmo com a dívida, o diploma não será cassado. Pode exercer a profissão escolhida normalmente. O que é até melhor, pois fica mais fácil de pagar o financiamento.

financiamento atrasado

Quais são as consequências de não realizar o pagamento atrasado do Fies?

O Fies é um financiamento realizado pelo Governo Federal, então é claro que há consequências bastante graves para quem não realiza o pagamento.

E é importante destacar que mesmo que ocorra a desistência do curso, a dívida continuará ativa.

Assim como em todo empréstimo, caso não ocorra o pagamento, o nome do devedor vai direto para o Serasa.

E o que isso significa? Quer dizer que há veto para retirar cartões de crédito no nome e, também, impossibilita compras parceladas.

Também há a impossibilidade de abrir contas de banco, a concessão de empréstimos.

E como a pior consequência, caso a dívida não seja paga, o Governo Federal é autorizado a apreender bens que tenham valores equivalentes à dívida.

E até o imposto de renda é comprometido: o usuário que não paga o saldo devedor, fica com a restituição bloqueada.

Conclusão

Aqui você viu que é possível sim reparcelar o pagamento atrasado do Fies, mas o ideal é sempre tentar manter as contas em dia. Ficou com alguma dúvida? Vamos conversar nos comentários.


Como funciona cirurgia bariátrica?

Como funciona cirurgia bariátrica?

Quem enfrenta problemas com a obesidade severa pode procurar ajuda médica. Por isso hoje você entenderá como funciona cirurgia bariátrica?

A cirurgia é realizada quando os níveis de obesidade do paciente chegam a limites extremos. Nesse caso, ela pode ser indicada para que se consiga uma perda de peso rápida e eficiente.

Como funciona cirurgia bariátrica

A cirurgia consiste em uma alteração feita no sistema digestivo. A ideia é fazer com que o estômago suporte a presença de menos comida, o que naturalmente vai alterar a forma como o paciente come.

Como irá comer menos, também passará a absorver um menor número de calorias. Com isso, a tendência é que a perda de peso comece a ocorrer de forma gradual.

Esse tipo de procedimento é realizado como última instância para promover o emagrecimento. Por isso mesmo, o paciente precisa ser acompanhado por médicos e, também, psicólogos.

Quem pode fazer

Como você já viu, uma cirurgia bariátrica não é um tratamento de beleza. Trata-se de um procedimento médico indicado para quem já tenha ultrapassado o grau dois de obesidade.

O mais comum é que seja realizada em pessoas que tenham entre 16 e 65 anos e apresentem as seguintes características:

  • IMC superior a 50 kg/m²;

  • IMC superior a 40 kg/m², sem perda de peso por dois anos;

  • IMC superior a 35 kg/m² associado a doenças cardiovasculares, diabetes, pressão ou colesterol altos.

Mesmo atendendo a essas situações, pode ser que o procedimento não seja indicado em alguns casos. Isso porque a mudança é muito grande e algumas pessoas podem não lidar bem com ela.

Vale a pena fazer a cirurgia?

Agora que você já entendeu como funciona cirurgia bariátrica é preciso saber dos seus benefícios. Depois disso, então, você pode avaliar se vale ou não a pena passar pelo procedimento.

Inicialmente é preciso dizer que o principal resultado da bariátrica é a diminuição do peso corporal. Assim, problemas como colesterol, diabetes e insuficiências cardíacas e respiratória podem melhorar.

Além disso, muita gente relata uma mudança psicológica e social relacionada com a autoestima. Isso porque o sobrepeso, por vezes, dificulta a interação social e até mesmo a mobilidade física.

Então, o procedimento pode ser bastante doloroso e invasivo, mas costuma render bons frutos. Por isso, fique atento para entender o que deseja fazer com o seu corpo.

Conclusão

Agora você já sabe como funciona cirurgia bariátrica e quais são os benefícios. Então chegou a hora de pensar se realmente vale a pena passar pelo procedimento. Só você pode decidir.


Qual o país mais afetado pelo Covid 19?

Qual o país mais afetado pelo Covid 19?

A pandemia se espalhou pelo mundo todo de forma bastante acelerada e sem controle, mas você sabe qual o país mais afetado pelo Covid 19?

A ausência de remédios que pudessem ajudar a eliminar a doença é um ponto que contribuiu bastante. Da mesma forma, alguns países negaram completamente a existência da enfermidade.

Tudo isso contribuiu para que muitos países fossem atingidos de forma avassaladora. Seja no número de casos, número de mortes ou nos resultados econômicos cada vez mais catastróficos.

Entenda qual o país mais afetado pelo Covid 19

Em números absolutos os Estados Unidos podem ser vistos como aquele país que foi mais atingido pela doença. Isso porque o país já conta com 573 mil mortos desde o começo da doença.

O país também é aquele que registrou o maior número de casos desde o início da pandemia. Porém, essa análise poderia ser superficial se embasasse apenas na quantidade de mortos de cada país.

Isso porque os EUA contam com uma enorme quantidade de testes e controle. Ou seja, eles são os que apresentam mais números em todos os sentidos, mas podem não ter sido os mais atingidos.

O problema da subnotificação

O Brasil é um caso claro de que a subnotificação pode mascarar os efeitos da doença. Isso porque não se tem um programa nacional de testagem e muitas mortes podem ter ocorrido sem o diagnóstico.

Isso fica mais patente ainda quando se percebe que o número de mortes por síndromes respiratórias agudas graves multiplicou-se ao mesmo tempo em que a pandemia se alastrava.

Outro país que tem demonstrado descontrole é a índia. Isso porque os números de mortos oficiais não condizem com o número de enterros, que podem ser multiplicados até por cinco.

Sem contar de países que podem ser considerados extremamente pobres, como os pertencentes à África. Nesses casos as informações são muito poucas e não há coordenação.

Economia

Alguns países como EUA e China já estão se recuperando da pandemia, ao passo que adiantam a vacinação. Então, saber qual o país mais afetado pelo Covid 19 também tem aspectos econômicos.

No Brasil, por exemplo, milhões de pessoas voltaram para a extrema pobreza. Além disso, o número de desempregados cresce cada vez mais, tudo em razão dos efeitos da pandemia.

Conclusão

Como você viu, é muito difícil apontar qual o país mais afetado pelo Covid 19. Nem mesmo o número de mortos pode ser uma informação confiável e todos tem seus problemas próprios.


Vale a pena ter um iPhone?

Vale a pena ter um iPhone?

Quem tem o smartphone da Apple costuma defende-lo com unhas e dentes contra as críticas. Mas será que ainda vale a pena ter um iPhone?

Para te ajudar a entender melhor como o equipamento funciona fizemos uma análise completa. O telefone é bom, quanto a isso não há dúvidas, mas com o preço salgado, compensa fazer uma análise.

Porém, no final de tudo, quem decidirá se vale a pena ou não a aquisição será você. Então fique atento a todas as informações e vem entender como o telefone preferido das celebridades funciona.

Vale a pena ter um iPhone? Prós e contras

Um telefone celular tem diversas funções e os usuários precisam saber primeiro o que querem do aparelho. Então, avalie bem quais são as suas necessidades enquanto lê as nossas dicas.

Preço

O preço do iPhone é sempre muito superior a qualquer um dos seus concorrentes. Então trata-se de um investimento bastante alto, que pode não dar o retorno necessário se você não souber o que procura.

Durabilidade

Esse é um ponto que compensa um pouco o alto preço. Em condições comuns de uso, sem acidentes, o aparelho da Apple costuma ter uma durabilidade bastante alta e pouca necessidade de manutenção.

Câmera

Esse é um dos pontos que fazem muita gente dizer que vale a pena ter um iPhone. Isso porque os produtores sempre investiram na qualidade da imagem, precedendo todos os concorrentes.

O uso de mais de um sensor já ocorria em 2016 e a empresa somente tornou as câmeras ainda melhores. Então para quem irá fazer fotos e vídeos, trata-se de um produto essencial.

Memória

Um equipamento que não tem espaço suficiente para guardar seus arquivos costuma não ser muito produtivo. Os iPhones possuem bastante espaço, mas isso influencia diretamente no preço.

Desempenho

Um iPhone novo deve vencer qualquer concorrente no quesito desempenho. Porém, um modelo antigo pode funcionar pior que um modelo novo de outra marca, então fique atento.

Vale a pena?

Depois de tudo isso a resposta não poderia ser outra a não ser: Depende! A verdade é que você precisa saber exatamente o que precisa para decidir se um investimento desse tamanho vale a pena.

Considerando o valor do equipamento, se você quer apenas navegar nas redes sociais e telefonar, talvez seja melhor investir em um produto mais barato.

Conclusão

Saber se vale a pena ter um iPhone depende muito do que você precisa fazer. Aqui lhe demos algumas dicas, mas só você sabe dizer se um investimento dessa monta pode ser útil para sua vida.